Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Casal é preso suspeito de roubar criança em 2014

(Foto: Divulgação) - Casal é preso suspeito de roubar criança em 2014
(Foto: Divulgação)

O caso da criança que foi levada dos braços da mãe em um posto de vacinação de Paranavaí, em janeiro de 2014, teve um novo episódio. O casal suspeito de subtrair o bebê foi preso em Maringá. A mãe da menina continua desaparecida.

A prisão aconteceu na semana passada, pela 8ª Subdivisão Policial (SDP) de Paranavaí. O casal de 36 e 44 anos foi denunciado pelo Ministério Público por subtração de incapaz, homicídio e falsidade ideológica, pois marido e mulher realizaram um novo registro da criança como se fosse filha deles.

Busca

A criança foi encontrada dois anos depois do desaparecimento vivendo com um casal em um assentamento em Loanda. Inicialmente eles alegaram que eram os verdadeiros pais da criança, e disseram que a concepção foi realizada por inseminação artificial. Além disso, o parto teria ocorrido em casa, sem acompanhamento médico ou exames pré-natais.

Um exame de DNA indicou que a menina não era filha do casal e, em seguida, eles mudaram de versão. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Luiz Carlos Mânica, eles afirmaram que “compraram a criança por R$ 8 mil de um casal desconhecido, sem indicação de endereço ou qualquer outro detalhe que pudesse identificá-lo”.

A criança foi retirada da família e um novo exame da DNA foi realizado para comparação com material genético da avó materna. “Foi onde deu positivo e o casal que estava vivendo com a criança começou a ser investigado”, disse o delegado. A menina foi entregue aos avós.

Colaboração Polícia Civil

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo