Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Casas de repouso terão sessões semanais de terapia com animais em Londrina

Casas de repouso terão sessões semanais de terapia com animais

Idosos que vivem em quatro casas de repouso em Londrina vão participar semanalmente de sessões de terapia assistida por animais, desenvolvida por alunos e professores de Medicina Veterinária, Fisioterapia e Psicologia da UniFil. O projeto “Focinhos que Salvam” fez a primeira atividade prática na segunda-feira (31) e a receptividade foi tão boa que já ficou definido que toda segunda-feira à tarde os velhinhos e as velhinhas receberão a visita dos cães e gatos, orientados pelos acadêmicos.

“A alegria dos idosos, a motivação e a possibilidade de se movimentarem, brincarem e sorrirem. Tudo é muito gratificante”,  afirma a professora doutora Suellen Córdova Gobetti, que coordena os trabalhos com as docentes Laura Fernanda Condota de Souza e Kássia Pires Menolli, de Medicina Veterinária, e a coordenadora do Hospital Veterinário UniFil, Mariana Cosenza. 

Nesta terça-feira (dia 1º) de manhã, integrantes do projeto também estiveram no Hospital do Câncer para conhecer e se ambientar com o local. A terapia com animais vai começar no próximo dia 9, às 14h, e as visitam aos pacientes passam a ser quinzenais. O trabalho também será realizado no Ilece, Meprovi e Colégio Londrinense. Outras parcerias ainda podem ser definidas.

Os alunos e professores da UniFil iniciaram os estudos sobre o tema em agosto. Em seguida, começaram a treinar 12 cães e dois gatos, selecionados pelo comportamento, atitude em grupo e outros quesitos. A terapia assistida por animais pode durar de seis meses a um ano, de acordo com as necessidades e evolução nas práticas com os grupos atendidos.

(com assessoria de imprensa)