Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Caso Lidiane: mãe da vítima pede justiça e nega que filha era garota de programa

Caso Lidiane: mãe da vítima pede justiça e nega que filha era garota de programa Caso Lidiane: mãe da vítima pede justiça e nega que filha era garota de programa

Rosa Aparecida de Oliveira, 60, mãe da estudante Lidiane de Oliveira, prestou depoimento em Ponta Grossa, na manhã desta quarta-feira (20). A jovem foi morta a facadas na madrugada de domingo (10), pelo namorado, Jhonatan Campos.

A mulher, que também foi ferida durante o ataque do suspeito, recebeu alta médica na noite de terça-feira (19). Ela afirmou que viu a filha morrer e, entre lágrimas, pediu justiça várias vezes pelo assassinato da jovem. Ela também negou a informação de que a estudante era garota de programa.

Rosa alegou que Lidiane ia e voltava da faculdade com o suspeito e não podia sair de casa. A mulher também confirmou que foi atacada por Jhonatan antes que Lidiane.

Versão da vítima

Rosa não conversou com a imprensa. As informações sobre o depoimento foram repassadas pelo delegado Jaime Duarte. De acordo com ele, a Polícia Civil acredita na versão apresentada por ela, que descreveu a sequência dos fatos. "O suspeito teria entrado na residência, pegado uma faca e dito para ela que várias pessoas iriam morrer no local. Nesse momento, ao tentar fugir, Rosa foi atacada no pescoço", disse o delegado.

Rosa foi a primeira a ser esfaqueada por Campos. Ela disse que Lidiane tomava banho no momento do ataque e saiu rapidamente do banheiro ao ouvir os gritos da mãe. Assim que saiu do banheiro, Lidiane também foi atacada.

Ferida, Rosa se escondeu em outro cômodo e só encontrou a filha tempo depois, sangrando na calçada. Em depoimento, a mãe se emocionou ao contar que conseguiu se despedir da filha, que não resistiu aos ferimentos e morreu.

O delegado confirmou que as duas levaram uma facada, mas que Lidiane ainda foi agredida com um lápis. "Jhonatan vai responder por homicídio qualificado, por feminicídio ou outros agravantes, e tentativa de homicídio qualificado", explicou Duarte.

Colaboração Stiven Souza e Cintia Capri/Rede Massa