Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Caso Muggiati: Sesp acata relatório e encaminha demissão de legista

(Foto: Reprodução Facebook) - Caso Muggiati: Sesp acata relatório e encaminha demissão de legista
(Foto: Reprodução Facebook)

O perito Daniel Colman, indiciado por falsa perícia na morte da fisiculturista Renata Muggiati, deve ser exonerado do Instituto Médico Legal (IML). Nesta quinta-feira (17), o secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp), Julio Cezar dos Reis, acatou o relatório que sugere a demissão do médico-legista.

Em sua decisão, o secretário argumenta que o perito teria “emitido o Laudo do Exame de Necropsia cuja conclusão apresenta falsa afirmação em relação à ‘causa mortis' de vítima sob sua responsabilidade”.

A recomendação pela demissão do perito foi divulgada após o procedimento administrativo disciplinar aberto contra ele. A decisão de Reis será encaminhada para a governadora Cida Borghetti para “aplicação da penalidade".

O perito emitiu um laudo que indicou que Renata não havia sido asfixiada antes de cair do 31º andar de um prédio no centro de Curitiba. Porém, o laudo foi contestado após estudos de uma junta de legistas.