Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

“Chefe da quadrilha comandava o tráfico da cadeia”, diz delegado

(Foto: Divulgação/PF) - “Chefe da quadrilha comandava o tráfico da cadeia”, diz delegado
(Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta sexta-feira (25), 12 mandados de prisão preventiva, dois mandados de condução coercitiva e 20 mandados de busca e apreensão durante a Operação Égide, contra o tráfico de drogas nas cidades de Cascavel, Londrina, Nova Aurora, Foz do Iguaçu e Ubiratã.

O delegado da Polícia Federal em Cascavel, Dr. Marco Smith, falou que o chefe da quadrilha está preso em uma penitenciária de Foz do Iguaçu. “Todas as ordens saíram da cela que ele está preso. Ele determinava o que deveria ser feito, mas não é novidade a existência de facções criminosas e ordens de dentro dos presídios”.

Durante as investigações, a Polícia Federal descobriu que uma mulher, presa durante a operação, além de envolvida com o tráfico de drogas, aliciava a própria filha para prostituição. “Ela (mãe) já estava no meio do tráfico, mas infelizmente o crime não anda sozinho, ela colocava a filha, de 13 anos, para se prostituir”, disse o delegado que informou que ela responderá pelos crimes.

A adolescente foi encaminhada ao Conselho Tutelar de Ubiratã.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo