Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Coletiva esclarece prisão de acusado de agredir suspeitos de assalto

(Foto: Jairo Nascimento/ Rede Massa) - Coletiva esclarece prisão de acusado de agredir suspeitos
(Foto: Jairo Nascimento/ Rede Massa)

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (6), o advogado Claudio Dalledone Junior, que representa o delegado de Polícia Civil Dr. Fábio Machado e a Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (ADEPOL-PR), deu sua versão sobre a prisão de Silvano Rogério Weber, detido acusado de agredir dois homens suspeitos de tentarem invadir sua residência.

De acordo com Dalledone, o delegado foi informado sobre a tentativa de assalto e abordagem aos suspeitos pelos policiais militares que atenderam a ocorrência, e chegou à conclusão de que os possíveis assaltantes teriam sido submetidos à tortura no momento da abordagem, realizada por Silvano. “O próprio depoimento desse autuado [Silvano] dá conta de uma confissão do crime que se enquadra preliminarmente em tortura”, afirmou o advogado.

Ele ainda pontuou que o Dr. Fábio Machado foi técnico, jurídico, e que teve o consentimento por parte do Judiciário dizendo que a ação foi legal e legítima, dentro da lei. “O delegado fez o que ele tinha que fazer, e isso não agradou uma parte que foi atingida”, comentou.

Silvano foi solto nesta quinta-feira (6), após ficar 12 horas preso. Ele foi liberado depois da Audiência de Custódia.

Colaboração Jairo Nascimento/ Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo