Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Com liberação dos corpos, prefeitura de Altônia propõe velório coletivo de vítimas do acidente na PR-323

Dos 21 mortos no acidente, 18 moradores de Altônia tiveram corpos carbonizados (Foto: Patrícia Schmitt/Rede Massa) - Com liberação dos corpos, prefeitura propõe velório coletivo
Dos 21 mortos no acidente, 18 moradores de Altônia tiveram corpos carbonizados (Foto: Patrícia Schmitt/Rede Massa)

A Prefeitura Municipal de Altônia vai reunir, nesta sexta-feira (11), familiares de 18 moradores da cidade que faleceram no acidente ocorrido no dia 31 de outubro, na PR-323, em Cafezal do Sul. A ideia é fazer um velório coletivo, no ginásio de esportes.

O Instituto de Criminalística (IC) apresentou nesta quinta-feira (10) o laudo pericial sobre o acidente, que aponta que o caminhão da empresa Latco estaria na contramão e bateu contra o ônibus da Secretaria Municipal de Saúde de Altônia.

Outra notícia apresentada pela Criminalística foi a liberação da identificação dos corpos carbonizados, com a liberação para sepultamento. O prazo inicial era de cerca de um mês, mas devido à gravidade da tragédia, o IC fez um mutirão e conseguiu finalizar os exames de DNA em dez dias.

As análises laboratoriais foram necessárias, pois 18 corpos foram carbonizados, impossibilitando o reconhecimento visual. O secretário de Saúde de Altônia, Edson dos Santos Souza, informou que será sugerido aos familiares um velório coletivo.

“Graças a Deus eles conseguiram adiantar. A gente ficou bem impressionado e feliz com a notícia da liberação dos corpos porque dá uma amenizada na dor, a partir do momento que você consegue sepultar o ente querido. Dá uma sensação de missão cumprida”, declarou.