Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Comadre de dona de chácara ajudou a articular assalto; duas pessoas morreram em confronto com a PM

Comadre de dona de chácara ajudou a articular assalto; duas pessoas morreram em confronto com a PM Comadre de dona de chácara ajudou a articular assalto; duas pessoas morreram em confronto com a PM

A tentativa de assalto que acabou em duas mortes na manhã desta terça-feira (16), após um confronto com a Polícia Militar (PM), teria sido planejado pela comadre da dona da chácara, localizada na região rural de Mandirituba. A mulher teria descoberto que a madrinha da sua filha – e proprietária do local – receberia uma grande quantidade de dinheiro em espécie.

O Capitão Zancan, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), relatou que a situação teve início na noite desta segunda-feira (15), no bairro Boqueirão, em Curitiba, durante uma operação realizada pela Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE). “Foi abordado um veículo com dois homens e uma mulher, que apresentaram bastante nervosismo. O trio foi separado e entrevistado separadamente, onde aconteceram diversas contradições. Depois de bastante conversa, os dois homens confessaram que vieram do litoral para participar de um roubo em uma chácara de Mandirituba”, disse.

A dupla, então, passou informações e o endereço da chácara em que o assalto aconteceria e relatou que outras pessoas estavam envolvidas na ação. Com essas informações, o pelotão da RONE foi ao local indicado e conseguiu conversar com os moradores da residência. “Logo após a entrada dos policiais, os indivíduos chegaram para efetivar o roubo. Um estava com uma submetralhadora, outra com uma espingarda calibre 12, fortemente armados e com armas de calibre restrito. Houve troca de tiros, mas ninguém foi baleado neste primeiro momento, e eles conseguiram fugir”, detalhou Zancan.

Os suspeitos se esconderam em uma área de mata próximo à chácara e o local foi isolado com o reforço de outras equipes, até o amanhecer desta terça-feira. “Dois indivíduos foram visualizados e tentaram abordar os policiais, novamente teve reação e houve confronto, com dois atingidos. Uma terceira pessoa não identificada, que provavelmente está baleada, ainda está no mato, e as diligências continuam”, afirmou o Capitão. Os dois suspeitos, de 20 e 24 anos, morreram no local.

Motivação

De acordo com Zancan, a mulher que atuou na articulação do crime é comadre da dona da chácara e, por isso, soube que haveria uma grande quantidade de dinheiro em espécie no local. “Há um grau de parentesco de uma das pessoas que articulava o crime, com as vítimas. Ela recebeu a informação de que haveria dinheiro dentro da chácara e, diante disso, informou para demais pessoas e participou do planejamento”, disse.

Até o momento, dois suspeitos foram mortos, duas pessoas foram presas e um segue foragido. As informações foram repassadas para a Delegacia de Fazenda Rio Grande, que deve investigar o crime.

Colaboração Juliana Rodrigues/Rede Massa