Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Começa julgamento de acusado de matar a facadas e atear fogo em corpo de guia turístico

(Foto: Divulgação)  - Começa julgamento de acusado de matar guia turístico
(Foto: Divulgação)

Acontece nesta terça-feira (17) o julgamento de Rodrigo da Silva Jordão, conhecido como “Botão”, acusado de matar a facadas e atear fogo no corpo do guia turístico Manoel Serino dos Santos. O crime foi registrado no dia 8 de agosto de 2016, em Tibagi, mas a sessão acontece no Tribunal do Júri de Ponta Grossa após pedido de desaforamento, ou transferência de foro, devido à comoção causada na cidade com o crime na época.

O assassinato aconteceu na casa da vítima, no centro de Tibagi. O suspeito e Manoel tinham um relacionamento e a motivação para o crime seria um desentendimento entre o casal. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná, o homem havia acabado de sair do banho e estava nu quando foi atacado por Rodrigo, que o golpeou com uma facada no peito. Manoel morreu no local e Rodrigo ainda teria arrastado um botijão de gás até o corpo, derramado álcool e ateado fogo no cadáver.

Após o homicídio, Rodrigo furtou o celular da vítima e o formatou, apagando todas as informações que pudessem apontar para ele como suspeito. O acusado foi preso poucos dias depois, justamente através do número do IMEI (número de identificação único para cada aparelho) do celular.

Desde então, Rodrigo da Silva Jordão estava detido na Cadeia Pública de Tibagi.

Colaboração Stiven Souza/ Rede Massa