Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Decretada situação de emergência no litoral após forte ressaca

(Foto: Reprodução / Correio do Litoral) - Decretada situação de emergência no litoral após forte ressaca
(Foto: Reprodução / Correio do Litoral)

O governador Beto Richa decretou situação de emergência nos municípios de Guaratuba e Matinhos devido à forte ressaca que atingiu o litoral paranaense aconteceu no mês de outubro. O anúncio foi feito nesta quinta-feira.

Em Matinhos, a destruição foi intensa e a ressaca danificou parte do calçadão da praia, além de chegar a uma distância de quatro quilômetros da orla, desde o Balneário Flamingo até a Praia Grande. A ressaca também chegou em Guaraqueçaba, Paranaguá e Guaratuba.

Além de causar danos nas orlas, a ressaca também destruiu seis postos guarda-vidas em Matinhos, Guaratuba e na Ilha do Mel e arrancou a passarela e o flutuante da Base Náutica de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros em Guaratuba. Na Ilha das Peças, localizada na Baía de Guaraqueçaba, os poços de captação de água foram contaminados com água salgada. A Defesa Civil Municipal, o Corpo de Bombeiros e a Sanepar distribuíram, nesta semana, água potável aos moradores da ilha.

Agora, a Defesa Civil também ajudará as prefeituras na elaboração do plano de trabalho, que abre acesso a recursos obrigatórios do governo federal para que consigam, junto à União a liberação de verbas para reconstrução das áreas destruídas. Segundo a Defesa Civil, mais de 12 mil pessoas foram afetadas diretamente pelos impactos gerados pela ressaca. Apesar do estrago, ninguém ficou ferido.

Colaboração Paula Schreiber e AEN