Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Delegado suspeito de torturar presos é afastado

(Foto: Reprodução) - Delegado suspeito de torturar presos é afastado
(Foto: Reprodução)

O delegado de polícia de Reserva, nos Campos Gerais, foi afastado do cargo após denúncias de tortura contra detentos da carceragem da cidade. Além dele, um investigador e um agente carcerário também são investigados pelo mesmo crime pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). 

Na denúncia, a Promotoria relata que os três agentes agrediram dois presos – entre eles, uma mulher – para tentar obter informações. O caso aconteceu depois que uma fotografia do delegado foi encontrada no celular do filho da detenta. Além das agressões físicas, a mulher foi afogada em um balde com água. 

O MPPR alegou risco de novas agressões por parte dos agentes e pediu o afastamento do delegado. O pedido foi aceito pela justiça na última segunda-feira, mas o caso foi divulgado nesta semana. 

Com informações MPPR

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo