Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

"Dia Nacional de Urubuzar" acontece em Curitiba e em outras cidades do Brasil

No Paraná, além de Curitiba, a ação foi realizada também em Foz do Iguaçu (Foto: Click Foz) - "Dia Nacional de Urubuzar" acontece hoje em Curitiba
No Paraná, além de Curitiba, a ação foi realizada também em Foz do Iguaçu (Foto: Click Foz)

Curitiba participa hoje (12) do “Dia Nacional de Urubuzar”, data escolhida para divulgação do Sistema Urubu, maior rede social de conservação da biodiversidade brasileira. A ação, que em Curitiba acontece no Zoológico, denuncia a morte de milhões de animais nas rodovias e estradas brasileiras. Dados do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE) apontam que mais de 475 milhões de animais selvagens são atropelados nas rodovias brasileiras, anualmente. Isso representa a morte de 15 animais por segundo. 

“Desses números, 90% (427 milhões) são de animais de pequeno porte como sapos, cobras, ratos e aves; 9% (43 milhões) são animais de médio porte como alguns macacos, gaviões, gambás e lebres; e 1% (5 milhões) são tamanduás, capivaras, lobos-guará, felinos e antas”, explica Alex Bager, responsável pelo Programa Sistema Urubu – Rede Social de Conservação da Biodiversidade.

O “Dia Nacional de Urubuzar” aconteceu simultâneamente em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Florianópolis, Porto Alegre e Recife, entre outras capitais além de Curitiba. No Paraná foi realizada também em Foz do Iguaçu.

Paraná

O Paraná não está entre os estados críticos neste tipo de ocorrência, mesmo assim, em setembro deste ano, o Conselho Estadual de Meio Ambiente aprovou a obrigatoriedade de diagnóstico, monitoramento e mitigação dos atropelamentos de animais silvestres nas estradas, rodovias e ferrovias do Paraná. O monitoramento deverá ser feito por concessionárias e gestores das vias, como municípios, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Departamento de Estradas de Rodagens (DER), por exemplo.

No Paraná , entre 2014 e 2016, foram registrados 542 atropelamentos de animais silvestres em estradas e rodovias.