Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Diretores de escolas procuram delegacia após ‘agendamento de suicídio coletivo’

Foto: Reprodução/Google Street View - Escolas procuram delegacia após ‘agendamento de suicídio coletivo'
Foto: Reprodução/Google Street View

Alguns diretores de escolas de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, procuraram a Polícia Civil após mensagens de whatsapp serem divulgadas com a informação de que uma 'chacina' estaria marcada para acontecer nesta quinta-feira (17), em algumas instituições de ensino do município.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Educação de Fazenda Rio Grande, a suspeita não seria de uma 'chacina', e sim de um suicídio coletivo, que estaria sendo combinado pelas redes sociais.

Segundo imagem recebida pelo portal Massa News, um dos colégios seria o Colégio Estadual Desembargador Cunha Pereira e que a chacina era para ter acontecido na última terça-feira (8).

De acordo com a Polícia Civil, o grupo criado é semelhante ao caso registrado da Baleia Azul, ou seja, seriam grupos ligados a desafios aos jovens. Naquela situação, as crianças e adolescentes eram induzidos a cometer diversos atos e o último era tirar a própria vida. A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba ainda emitiu um alerta sobre o caso.

A polícia ainda informou que como não houve nenhum tipo de crime, não será instaurado nenhum inquérito policial sobre o caso.

A reportagem não conseguiu contato com a prefeitura do município para obter uma resposta sobre a situação.

Atualização 16/05/2018

A Assessoria de Imprensa da Polícia Civil, entrou em contato com o Portal Massa News para dizer que, ao contrário do que foi informado inicialmente, uma investigação foi iniciada pela Polícia Civil de Fazenda Rio Grande para apurar as denúncias.

A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Educação de Fazenda Rio Grande também nos enviou uma nota sobre o caso.

Nota na íntegra

Uma série de notícias e denúncias feitas à Ouvidoria da Secretaria de Estado da Educação informam que um grupo de estudantes de diferentes escolas do município de Fazenda Rio Grande estaria combinando um suicídio coletivo. A Secretaria recebeu esta informação com bastante preocupação e tomou de imediato medidas para garantir a segurança dos estudantes.
Das denúncias recebidas, muitas diziam que os jovens que estariam combinando este ato, o fazem via redes sociais e aplicativos. Por esta razão, é essencial que os pais monitorem que tipos de acessos seus filhos estão fazendo na internet, com quem estão se relacionando e como estão interagindo.
A Secretaria de Estado da Educação informa que já tomou todas as providências cabíveis para evitar qualquer tipo de ação que ponha em risco a segurança dos alunos. O Batalhão de Patrulha Escolar foi acionado, os pais dos alunos das escolas envolvidas foram avisados e as equipes pedagógicas dos colégios estão trabalhando diretamente com os estudantes e a comunidade escolar, para sensibilizá-los e orientá-los sobre a gravidade de ações desta natureza. A Secretaria, através do Departamento de Direitos Humanos, já trabalha de modo preventivo capacitando e formando professores para tratar sobre temas sensíveis com alunos de toda a rede.

A Ouvidoria da Secretaria já está monitorando esta situação desde a semana passada e é o canal para que pais, alunos e professores que escutem qualquer tipo de indício sobre situações semelhantes informem a Secretaria.

O telefone de contato da Ouvidoria é o 0800419192 e as denúncias também podem ser feitas pelo site: www.educacao.pr.gov.br/ouvidoria .

Colaboração Daniele Borsuk e Carolina Gabardo Belo / Massa News