Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Estudantes protestam contra demora na investigação de caso de assédio sexual por professores

(Foto: Divulgação/ UEM)  - Estudantes protestam contra demora na investigação de caso de assédio
(Foto: Divulgação/ UEM)

Um protesto de estudantes da Universidade Estadual de Maringá (UEM), durante a colação de grau da instituição na última sexta-feira (9), chamou a atenção dos convidados. Os estudantes cobravam resultados das investigações abertas pela universidade para investigar a denúncia de assédio sexual contra alunos, em 2016, por parte de dois professores do curso de História.

 A denúncia contra os professores foi feita em 2016, e voltou a chamar a atenção por causa da demora na apuração dos fatos, por parte da universidade. Durante o evento de colação de grau dos formandos da instituição, estudantes seguravam faixas e cartazes cobrando da Reitoria o resultado do processo aberto contra os professores.

Nota da Universidade 

A instituição informou que o caso está sendo apurado por uma comissão, e que não vai se manifestar até que os trabalhos sejam concluídos, para não denigrir a imagem dos envolvidos.

Colaboração Guilherme Fortunato / Kelly Moraes (Rede Massa)

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo