Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Evangélico vai investigar quebra de sigilo em caso de aborto

(Foto: Venilton Küchler) - Evangélico vai investigar quebra de sigilo em caso de aborto
(Foto: Venilton Küchler)

O Hospital Evangélico informou que vai investigar a denúncia contra uma paciente da unidade que realizou um aborto utilizando medicamentos proibidos. A jovem de 26 anos foi presa no hospital e deve responder pelo crime de aborto provocado.

Em nota, o hospital informou que “considera a quebra de sigilo profissional uma atitude condenável”. Uma sindicância foi aberta para apurar a situação que, se confirmada, “serão tomadas as providencias cabíveis”.

Aborto

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que a jovem descobriu que estava grávida há pouco mais de uma semana e utilizou o medicamento misoprostol – Cytotec para interromper a gravidez.

Ela ficou três dias internada no hospital, onde foi presa.