Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Ex-estagiário da Justiça Federal é preso em operação da PF

A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta segunda-feira (20), o mandado de prisão temporária de um ex-estagiário da Justiça Federal, suspeito de estar acessando informações referentes à prisão do maior traficante da América do Sul e era o número 1 da lista de procurados da PF. O rapaz possui relacionamento direto e íntimo com parentes ligados ao traficante.

A Polícia Federal foi informada pela 23ª Vara Federal de Curitiba de que o ex-estagiário de direito da Vara Federal Previdenciária de Londrina, estaria utilizando uma senha disponibilizada exclusiva e restritamente para o trabalho na Vara Federal Previdenciária com a finalidade de acessar ilegal e irregularmente o processo criminal referente à Operação Spectrum. Dois mandados de busca e apreensão também foram cumpridos.

A operação policial iniciou com a prisão de Luiz Carlos da Rocha, vulgo "Cabeça Branca", que era considerado o maior traficante da América do Sul.

As informações fornecidas pela 23ª Vara Federal de Curitiba traziam detalhes dos números dos inquéritos policiais utilizados pelo ex-estagiário para acessar o processo criminal da Operação Spectrum, sendo que após quebra de sigilo telemático determinado pela Justiça, a pedido da Polícia Federal, foi possível identificar os acessos ilegais e irregulares ao processo criminal feito em outros Estados da Federação e até mesmo em solo paraguaio.

A quebra de sigilo permitiu ainda identificar os usuários dos inquéritos policiais no exato momento de acesso ao processo crimina. Eles já foram identificados e serão ouvidos durante o inquérito policial instaurado para apurar os fatos.

Com informações da Polícia Federal

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo