Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Exame de DNA confirma que ossada é de adolescente desaparecida em Cruz Machado

(Foto: Divulgação) - Exame de DNA confirma que ossada é de adolescente desaparecida
(Foto: Divulgação)

Foram meses de agonia e dúvidas sobre o paradeiro da jovem Solange Vitek, mas o exame de DNA finalmente confirmou a triste notícia para a família: uma das ossadas humanas encontradas em um matagal na cidade de Cruz Machado (254 quilômetros de Ponta Grossa) pertence à garota, que estava desaparecida desde abril deste ano. Os restos mortais foram encontrados em julho por um fazendeiro, ao lado de vários objetos que eram da adolescente.

A polícia ainda aguarda o resultado do exame que irá confirmar a identidade da outra menina desaparecida, Camile Lurdes de Chagas, que não é vista desde dezembro do ano passado. A outra ossada foi achada em agosto na mesma região em que o primeiro crime foi registrado.

Um adolescente de 17 anos que estudava com as meninas confessou o assassinato das jovens. Ele disse que matou Camile porque foi humilhado pela garota quando disse que queria ter um relacionamento com ela. Solange foi morta porque disse ao rapaz que sabia que ele era o autor do primeiro assassinato.

 O jovem agora cumpre pena em um Centro de Socioeducação (Cense) no Paraná.