Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Fila de caminhões para o Porto Seco está na Ponte da Amizade

Na manhã desta quarta-feira (23), o trânsito na Ponte da Amizade, que faz divisa entre o Brasil e Paraguai, é intenso, especialmente, de caminhões. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Diariamente, cargas são liberadas no país vizinhos, mas a paralisação dos auditores fiscais da Receita Federal (RF) no Porto Seco, em Foz do Iguaçu, tem gerado filas de caminhoneiros que não conseguem liberação.

Segundo Carlos Vendano, representante dos exportadores no Paraguai, cerca de 1.200 caminhões estão parados no país vizinho, sendo que 90% carregam grãos. O prejuízo ultrapassa US$ 30 milhões.

Por causa disso, os veículos param e a fila já chegou à ponte. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma equipe está no local para evitar assaltos e outra na cabeceira da ponte a fim de realizar monitoramento da situação e orientar os usuários.

A paralisação dos servidores começou em julho deste ano. O motivo é o projeto de lei 5.864/2016, que promove mudanças na carreira dos servidores da RF. Para a categoria, as alterações desestruturam o órgão.

Colaboração: Luciana Barcellos/Rede Massa.