Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Fura-catracas causam prejuízo de R$ 6 mi por ano no transporte coletivo

(Ilustração: Daniel Castellano / SMCS) - Fura-catracas causam prejuízo de R$ 6 mi por ano no transporte
(Ilustração: Daniel Castellano / SMCS)

Diariamente 3.995 pessoas embarcam nos ônibus do sistema de transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana sem pagar a passagem. O número representa a média da ação dos fura-catracas, conforme pesquisa realizada pelas empresas de ônibus.

Em comparação com a última pesquisa, de agosto do ano passado, o número aumentou 2%. Em 2017, a média era de 3.907 embarques irregulares diários.

As estações-tubo preferidas pelos invasores são: Passeio Público (363 invasões/dia), Rio Barigui (171) e Osternack (133). Os pontos preferidos pelos fura-catracas não mudaram em relação ao último levantamento, apenas a ordem do número de invasões em cada um deles: Rio Barigui (135), Osternack (91) e Passeio Público (86).

A situação causa um prejuízo anual de R$ 6 milhões, o correspondente ao valor de cinco ônibus biarticulados novos. Na avaliação do diretor executivo do sindicato que representa as empresas, Luiz Alberto Lenz César, as invasões são facilitadas pela facilidade nas estações-tubo e pela falta de punição.

“Nossa preocupação é que isso contribua para criar uma cultura de invasão, que essa prática se dissemine. A pessoa vê que é simples pular a catraca e nada acontece, então ela vai se perguntar ‘por que eu vou pagar?’”, comenta. Durante a realização da pesquisa, foram identificados 9.786 passageiros que costumavam pagar a passagem, mas passou a furar a catraca.

O levantamento indicou ainda que o número de estudantes que não pagam a passagem está diminuindo e chegou a 4.423 casos durante a pesquisa. O dado foi identificado em comparação com agosto do ano passado (5.828 invasões) e também com agosto de 2016 (7.080).

A pesquisa foi realizada entre 19 e 28 de março, nos 294 estações-tubo e bilheterias. O levantamento foi feito em dias úteis, um sábado e um domingo. Os dados coletados na pesquisa serão entregues para a Guarda Municipal de Curitiba, Urbs e Polícia Militar.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo