Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Governo se compromete a retirar emenda caso greve seja encerrada

(Foto: Luiz Mandelli / Rede Massa) - Governo se compromete a retirar emenda caso greve seja encerrada
(Foto: Luiz Mandelli / Rede Massa)

O Governo do Estado apresentou, nesta quinta-feira (20), uma proposta aos movimentos sindicais em greve para que a paralisação das categorias seja encerrada. A administração estadual se compromete a retirar a emenda que suspende o reajuste do funcionalismo público - e que foi enviada à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) - para continuar negociando com os servidores caso a greve seja encerrada.

Um documento foi entregue aos representantes das categorias e a proposta será apreciada em assembleias. “Ontem no fórum, foi feita uma proposta dos sindicatos para que o governo retirasse a emenda sobre reajuste dos servidores, para que nós pudéssemos continuar o diálogo de negociações até o final de novembro. Nós trouxemos este documento, apresentamos aos representantes dos sindicatos, eles vão levar paras as categorias. Trazendo o documento assinado, o governo vai cumprir com seu compromisso”, disse o chefe da Casa Civil do Governo do Paraná, Valdir Rossoni. A resposta dos servidores deve ser anunciada na próxima segunda-feira (24).

O acordo, porém, não encerra a questão do reajuste do funcionalismo para o próximo ano. Rossoni reconheceu que a possibilidade é remota, mas o assunto será debatido com os servidores. “É importante salientar: nós do governo, que conhecemos a situação financeira do estado, não vemos muito espaço para negociação. Mas para que não usem que o governo não abriu mais espaço para negociação, o governo está retirando a emenda, continuando dialogo”, disse.

“Até final de novembro, se nós não chegarmos a um acordo e não tiver uma proposta possível de ser executada, o governo vai tomar todas as medidas que forem necessárias para encaminhar para a Assembleia, para termos um estado equilibrado financeiramente”, destacou o chefe da Casa Civil.

Nas redes sociais, APP-Sindicato, que representa dos professores, informou que os sindicatos se comprometeram a discutir a proposta para as categorias. 

Atualização

Os professores irão discutir a proposta em assembleia na manhã do próximo sábado (22). O local do encontro ainda não foi definido.


(Foto: Luiz Mandelli / Rede Massa)(Foto: Luiz Mandelli / Rede Massa) 

Artigo 33 da mensagem 43

O item 33 trata da suspensão da data-base do funcionalismo, que altera algumas condições da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2017. O argumento do governo é que a medida vai permitir que o Estado "possa enfrentar as dificuldades impostas pela crise econômica nacional".