Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Greve paralisa transporte urbano e rural de Araucária

Na paralisação no dia 27 de setembro, funcionários impediram a saída dos ônibus da garagem da empresa (Foto: Arquivo) - Greve paralisa transporte urbano e rural de Araucária
Na paralisação no dia 27 de setembro, funcionários impediram a saída dos ônibus da garagem da empresa (Foto: Arquivo)

Motoristas e cobradores da empresa Tindiquera, que opera no transporte urbano e rural de Araucária, entraram em greve às 5h desta segunda-feira (24). Com isto, os moradores devem ficar atentos para a ausência de ônibus que circulam dentro da cidade e na zona rural. O transporte entre Araucária e Curitiba não foi afetado.

A paralisação foi aprovada pelos trabalhadores em assembleia realizada na sexta-feira (21) por conta de atraso salarial. De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), a empresa não pagou os vales salariais de motoristas e cobradores e, por isto, os funcionários decidiram pela greve.

Assembleia dos trabalhadores foi realizada na última sexta-feira (Foto: Divulgação / Sindimoc)Assembleia dos trabalhadores foi realizada na última sexta-feira (Foto: Divulgação / Sindimoc) 

Ainda de acordo com o sindicato, este atraso está ocorrendo há alguns meses. Em setembro, o adiantamento foi pago para parte dos 400 trabalhadores da empresa. O pagamento completo, conforme o Sindimoc, ocorreu após paralisação das atividades no dia 27 de setembro.

Na ocasião, a empresa alegou que havia débitos por parte da Companhia Municipal de Transporte Coletivo de Araucária (CMTC), enquanto a administração da cidade informava que de sua parte estava tudo certo. O transporte foi retomado após o recebimento dos vales no banco.