Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Grupo é preso por fraude no recebimento a precatórios

Integrantes de uma associação criminosa especializada em fraudar o recebimento de precatórios foram presos na Grande Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, eles causaram um prejuízo que ultrapassou R$ 3 milhões.

Ao menos cinco vítimas foram identificadas, do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. As investigações começaram em dezembro de 2018, a partir de uma denúncia da Diretoria de Segurança Institucional do Banco do Brasil, que constatou o uso de documentos falsos para saques de precatórios e transferências de valores para contas fraudulentas abertas em nome das vítimas.

Um gerente do banco teria realizado consultas das contas judiciais e dos cadastros dos beneficiários que posteriormente foram objetos de fraude. O funcionário, além de lotado em agência diversa, não tinha como sua atribuição a abertura de contas e o resgate de depósitos judiciais.

Os valores dos precatórios eram creditados nas contas fraudulentas, em nome das vítimas, e depois eram transferidos para uma pessoa jurídica denominada Hosprofar Distribuidora de Produtos Farmacêuticos e Hospitalar. Os valores eram enviados para as contas pessoais de um empresário e sua esposa, que também são investigados.

Os suspeitos irão responder pelos crimes de associação criminosa, lavagem de dinheiro, furto mediante fraude, peculato e falsificação de documentos. O gerente bancário e o empresário tiveram sua prisão preventiva renovada e continuam presos, a mulher foi libertada nesta semana após decisão judicial.

Colaboração Polícia Civil