Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Haitiana abusada durante assalto está grávida de um mês

(Foto: Jairo Nascimento/Rede Massa) - Haitiana abusada durante assalto está grávida de um mês
(Foto: Jairo Nascimento/Rede Massa)

A haitiana que foi violentada durante um assalto na noite de domingo (13), no bairro Colônia Lima, em Mandirituba, está grávida de um mês, do primeiro filho. A vítima afirmou que foi estuprada pelos quatro bandidos que invadiram a casa. O marido, que também foi agredido, presenciou tudo enquanto estava amarrado.

Segundo a delegada Gislaine Ortega Pineda, a mulher foi cruelmente abusada. Além disso, ela também foi esfaqueada em várias partes do corpo. Quando eles partiram para cima do marido, a haitiana aproveitou para fugir. Os assaltantes tentaram segurá-la, mas ela acabou caindo de uma altura de um metro e se fingiu de morta. Nesse momento, o marido também correu na direção oposta e conseguiu fugir.

Durante o depoimento a mulher contou que foi ameaçada o tempo todo. Os bandidos falavam que se ela chorasse ou fizesse qualquer barulho, seria morta.

O casal chegou ao Brasil há três meses. Na casa não havia muitos objetos de valor, mas os assaltantes levaram o pouco que tinham.

Os policiais chegaram aos bandidos por alguns pertences deixados na casa, entre eles uma garrafa de vinho produzido na região. Uma equipe foi até uma mercearia e a dona contou que vendeu uma garrafa, do mesmo vinho, para um morador da região. Dois suspeitos foram presos na segunda-feira (14) e os outros na manhã desta terça-feira (15), por meio de denúncia anônima.  

Gabriel Francisco de Lima do Nascimento e Lucas Ivan de Moraes de Lima, ambos de 18 anos, Josimar Augusto Batista Pereira, de 25 anos, e Maurício Laskoski de Bastos, de 20 anos, estão detidos na Delegacia de Fazenda Rio Grande.

Com informações de Jairo Nascimento/Rede Massa