Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Homem ameaça policiais com fuzil e é morto em confronto

(Foto: Colaboração) - Homem ameaça policiais com fuzil e é morto em confronto
(Foto: Colaboração)

Um homem morreu depois de ameaçar policiais militares de Campina do Simão com um fuzil, na noite de domingo (12). Ele havia sido indiciado horas antes.

A Polícia Militar se manifesto sobre o caso. De acordo com a corporação, Sidnei Lemos, de 40 anos, procurou a polícia às 19h do domingo. Ele estava bastante alterado e exigia que os policiais realizassem a apreensão do veículo Astra de sua ex-esposa, que estaria com débitos.

Lemos xingou os policiais e acabou recebendo voz de abordagem. “O mesmo seria encaminhado ao destacamento para a lavratura do Boletim de Ocorrência referente as ameaças realizadas. O homem não acatou a ordem policial de abordagem e, de forma agressiva, se recusou a acompanhar a equipe policial, desta forma foi necessário o emprego de uso moderado da força. Sendo assim, o autor foi encaminhado ao destacamento para que fosse lavrado o Termo Circunstanciado da situação de ameaça e desobediência”, informou a nota da PM.

(Foto: Colaboração)(Foto: Colaboração) 

O homem teria começado, então, a ameaçar os policiais de morte enquanto afirmava que voltaria ao destacamento para "tirar a limpo a situação". Mais tarde ele foi visto em frente ao destacamento com um Fuzil Brasilian Mauser cal. 7mm apontado aos PMs.

“No intuito de resguardar suas vidas, a equipe revidou a injusta agressão iminente com o uso de suas armas de fogo. A equipe ao sair para averiguar a situação, percebeu que o indivíduo encontrava-se caído, alvejado pelos disparos, tratando-se da mesma pessoa que naquela data havia realizado ameaças contra a equipe policial militar”, diz a nota enviada pela PM. O homem chegou a ser socorrido, mas morreu no local.

 De acordo com a PM, toda a documentação referente à situação será analisada pelo comando, para que sejam instaurados os processos administrativos.

Confira a nota da Polícia Militar na íntegra

“A RESPEITO DO FATO OCORRIDO NO DESTACAMENTO DE CAMPINA DO SIMÃO O 16° BPM INFORMA

Por volta das 18h30min da data de 12/03/2017, uma equipe policial militar pertencente ao destacamento de Campina do Simão, foi procurada por um indivíduo do sexo masculino, o qual estava demasiadamente nervoso e agressivo, exigindo que os policiais militares efetuassem a apreensão de um veículo Astra, de propriedade de sua ex-esposa, uma vez que, segundo o denunciante, o veículo possuía débitos. Posteriormente, a mesma equipe estava realizando patrulhamento pela região quando avistaram o autor das ameaças, o qual ao enxergar a equipe novamente começou a proferir ameaças. Diante dos fatos, foi dada voz de abordagem ao indivíduo, informando que o mesmo seria encaminhado ao destacamento para a lavratura do Boletim de Ocorrência referente as ameaças realizadas. O homem não acatou a ordem policial de abordagem e, de forma agressiva, se recusou a acompanhar a equipe policial, desta forma foi necessário o emprego de uso moderado da força. Sendo assim, o autor foi encaminhado ao destacamento para que fosse lavrado o Termo Circunstanciado da situação de ameaça e desobediência. A partir desse momento o autor começou a desferir ameaças de morte contra os policiais militares de serviço, onde este afirmava que retornaria ao DPM para "tirar a limpo a situação". A equipe policial militar manteve-se atenta durante todo o período de serviço, quando, por volta das 22hs foi surpreendida, dentro do destacamento, por um homem fortemente armado com um Fuzil Brasilian Mauser cal. 7mm, na janela do referido destacamento, realizando mira contra os policiais, foi quando, no intuito de resguardar suas vidas, a equipe revidou a injusta agressão iminente com o uso de suas armas de fogo. A equipe ao sair para averiguar a situação, percebeu que o indivíduo encontrava-se caído, alvejado pelos disparos, tratando-se da mesma pessoa que naquela data havia realizado ameaças contra a equipe policial militar. Diante do ocorrido, foi acionado o comandante do policiamento da unidade, o SIATE, a Polícia Civil e o IML, sendo a óbito atesta pela equipe do SIATE. Toda a documentação pertinente será encaminhada para apreciação do comando, sendo instaurados procedimentos administrativos, IPM, visando maiores esclarecimentos dos fatos e apurar a ação.”

Colaboração Polícia Militar 

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo