Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Homem esfaqueia cadela furtada e grava vídeo para ameaçar ex-companheira

(Foto: Reprodução/ Repórter Daniel Pinheiro)  - Homem esfaqueia cadela furtada para ameaçar ex-companheira
(Foto: Reprodução/ Repórter Daniel Pinheiro)

Um homem, de 32 anos, foi preso na terça-feira (15), em sua casa no bairro Taboão, em Ipiranga, por torturar e esfaquear uma cadelinha furtada da ex-companheira. O suspeito gravou um vídeo onde maltratava o animal e ameaçava a mulher.

As imagens são fortes e mostram a cachorra chorando e tentando fugir das agressões, enquanto o homem a golpeia com uma faca, dá socos e chutes. Outro cão também aparece no vídeo, latindo furiosamente e tentando defender a cadela que apanhava. O homem termina a gravação jogando a cachorrinha para o mato. De acordo com a família da mulher, dona do animal, a cadela fugiu assustada e está desaparecida. A reportagem do Massa News teve acesso às imagens, mas optou por não divulgar o vídeo devido às cenas fortes de violência.

Após receber o vídeo, a vítima procurou a polícia para denunciar o homem. O suspeito foi localizado na própria residência e tentou fugir para um matagal ao perceber a presença da equipe. Ele foi abordado e, ao ser questionado do motivo da tentativa de fuga, relatou ter drogas em sua casa. No local, a polícia encontrou maconha e crack. O homem ainda contou que teria gravado o vídeo pois estava “nervoso” com a ex-companheira.

O suspeito foi detido por furto, ameaça, maus tratos contra animais e porte de entorpecentes. A faca usada para golpear a cadela e as drogas foram apreendidas e encaminhadas, com o homem, para a delegacia.

Cachorrinha desaparecida

Agora, a família da mulher busca a cachorrinha desaparecida e pede que, quem tenha visto, entre em contato com a Polícia Civil ou Militar. A cadela é da raça Shitsu, branca com manchas cinzas, e foi vista pela última vez na Rua Guarda Velha, área rural de Ipiranga, nas proximidades do cemitério.

Conforme o relato da dona do animal, que não quis se identificar, ela é moradora de Ponta Grossa, mas estava em Curitiba há cerca de 20 dias com medo das ameaças. A cachorrinha tinha ficado em sua casa, que é alugada, com o dono do imóvel. Há dois dias, o suspeito foi até a residência e pediu o animal, e como o proprietário da casa não tinha conhecimento sobre as brigas e ameaças e conhecia o homem, entregou a cachorra.

Colaboração Repórter Daniel Pinheiro/ Stiven Souza e Marrara Laurindo (Rede Massa)