Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Homem que estava com o celular do cabeleireiro morto é preso

(Foto: Lucian Pichetti/ Rede Massa) - Homem que estava com o celular do cabeleireiro morto é preso
(Foto: Lucian Pichetti/ Rede Massa)

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Paraná (PC-PR) prendeu nesta sexta-feira (17) o homem que estava com o celular do cabeleireiro que foi encontrado morto, dentro de casa, na última quarta-feira (15).

O jovem não é suspeito de envolvimento na morte de Marcos César Milleo, de 61 anos. Segundo a polícia, ele é investigado por tráfico de drogas e pode ter recebido o aparelho de terceiros. Detido, ele deve ser ouvido na expectativa de que sejam levantadas informações que possam ajudar a DHPP a avançar nas investigações.

Crime ou acidente?

Dois dias depois de o cabeleireiro ter sido encontrado morto dentro da cobertura do prédio onde morava, a Polícia Civil não confirma se Marcos César Milleo foi assassinado ou se morreu de forma acidental.

O homem foi encontrado morto ao lado de um criado-mudo, ensanguentado e com um corte profundo no nariz. “O apartamento estava revirado e vamos verificar qual foi a causa da morte. O corpo estava caído e esse corte [no nariz] pode advir de ação externa, violência, ou de uma queda na quinta do criado mudo, que estava ao lado de onde o corpo caiu”, explicou o delegado Tito Barrichello, titular da DHPP.

Investigações

Imagens de câmeras de segurança do condomínio flagraram a vítima entrando no apartamento pela última vez na segunda-feira (13) à tarde. Marcos César Milleo estava acompanhado de um rapaz que carregava uma sacola com marmita.

A refeição foi encontrada intacta dentro do apartamento, após Marcos ser encontrado morto. “Entrou com uma pessoa e essa pessoa acaba saindo em momento posterior, sozinha”, completou o delegado. De acordo com vizinhos, era comum o cabeleireiro levar rapazes diferentes para o apartamento.

O caso segue sendo investigado pela DHPP.

Colaboração Louise Fiala/Massa News; Bruna Froehner Lucas Rocha e Elisa Rossato/Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo