Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Idoso que se passava por falso delegado é preso no Boqueirão

(Foto: Divulgação/Polícia Civil) - Idoso que se passava por falso delegado é preso no Boqueirão
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um idoso foi preso nesta quarta-feira (26), suspeito de se passar por um delegado de polícia, no bairro Boqueirão, em Curitiba. O homem teria conseguido uma carteira funcional de investigador de polícia e afirmava ter atuado como delegado por 30 anos.

Francisco Ferreira da Luz, de 70 anos, foi preso em flagrante na própria residência, após a Polícia Civil receber diversas denúncias. O delegado responsável pela investigação, Gerson Alves Machado, explicou que o idoso teria conseguido uma carteira funcional de investigador de polícia. “O documento pertencia a Antonio Wilson Olstan, que no passado era investigador e teria atuado como ‘delegado calça curta’. O suspeito modificou a carteira de investigador para delegado de polícia”, explica. Através das investigações, a equipe descobriu que o investigador Olstan teria falecido em 20 de agosto de 2017.

Ao ser abordado pelos policiais, Luz teria se apresentado como policial, afirmou ser delegado da Polícia por 30 anos e disse que teria sido nomeado em 1987. Em sua casa foram encontradas uma carteira funcional da Polícia Civil, uma camisa preta caracterizada de delegado de polícia, dois coletes da polícia, duas camisas da polícia, uma branca e uma preta, três distintivos de metal de investigador, dois logotipos de couro da polícia civil e um celular novo. O material será encaminhado para ser objeto de perícia no Instituto de Criminalística.

Ele foi encaminhado para o 13º Distrito Policial e responderá pelos crimes de falsificação de documento particular, uso de documentos falsos e usurpação de função. Qualquer pessoa que tenha sido prejudicada pelo falso delegado, deve procurar a delegacia e assim colaborar com as investigações.

Informações Polícia Civil

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo