Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Imagens mostram casal suspeito saindo de cemitério onde corpo foi roubado com objeto branco

Imagens mostram casal suspeito saindo de cemitério onde corpo foi roubado com objeto branco Imagens mostram casal suspeito saindo de cemitério onde corpo foi roubado com objeto branco

As investigações a respeito do roubo do caixão e do corpo de Valentina de Fátima Vieira, de apenas um ano, revelaram mais uma imagem de uma câmera de segurança localizada próxima ao Cemitério do Boqueirão, onde o corpo havia sido sepultado na última quinta-feira (21). No vídeo é possível ver um casal suspeito entrando no cemitério na manhã de sexta-feira (22) e, momentos depois, saindo com um objeto branco.

As imagens mostram um homem e uma mulher em uma motocicleta, 20 minutos antes do início do jogo do Seleção Brasileira na Copa do Mundo, na rua lateral do cemitério. A mulher desce do veículo sozinha, com uma sacola branca, e entra no local. Momentos depois o homem também entra no cemitério.

A ação dura 12 minutos, quando ambos deixam o cemitério e a mulher aparece com um objeto branco apoiado no ombro, além da sacola que carregava anteriormente. A suspeita é de que o caixão tenha sido deixado dentro do cemitério.

De acordo com a tia de Valentina, Adriane de Souza, somente o caixão pesava em torno de 25 kg. “Com o corpinho dela, e o peso após a morte, ele estava pesando entre 35 e 40 quilos. Seria um esforço enorme para alguém carregar sozinho, é algo que lá fora alguém deveria estar esperando com um carro”, disse.

Outro flagrante, registrado no momento em que a Seleção estava em campo, mostram três pessoas saindo do local com uma mala de rodinhas, aparentemente pesada. O trio é flagrado circulado nas imediações do cemitério durante alguns minutos. Esta ação chama a atenção devido à semelhança com as suspeitas já apontadas pela família, que perceberam três pessoas, que portavam uma mala de rodinhas de cor marrom, observando o sepultamento da criança.

O caso é investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil, que ainda não se manifestou sobre a situação.

Colaboração Ana Flávia Silva/Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo