Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Incêndio em hospital obriga transferência de pacientes

Incêndio em hospital obriga transferência de pacientes

Pacientes da unidade Bela Suíça do Hospital do Coração, em Londrina, precisaram ser transferidos nesta quarta-feira (9). A ala pediátrica e o centro cirúrgico da unidade foram atingidas por um incêndio. 

Ao todo, 14 pacientes foram transferidos para a Unidade Paes Leme do Hospital do Coração. De acordo com a administração do hospital, todos passam bem e não tiveram prejuízos em razão da transferência.

Três caminhões do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência, além de dez ambulâncias, que foram utilizadas para transportar os pacientes. A instituição informou ainda que ninguém ficou ferido. De acordo com os Bombeiros, o incêndio atingiu fiação, forro e parte das tubulações. Ainda não é possível saber as causas do incêndio.

Em nota divulgada para a imprensa, o Hospital do Coração informa que "a brigada de incêndio agiu rapidamente, controlando as chamas até a chegada dos bombeiros". 

Confira a íntegra da nota:

Em relação ao princípio de incêndio, ocorrido nesta manhã em nossa Unidade Bela Suíça, atualizamos as informações:
O foco foi constatado em um corredor, próximo a uma área administrativa.
Imediatamente, nossa brigada de incêndio entrou em ação, controlando a situação e acionando também o Corpo de Bombeiros.
Não chegou a haver chamas, por isso não houve qualquer dano estrutural e ferimentos em nossos colaboradores, brigadistas, pacientes, acompanhantes ou bombeiros.
Em razão da fumaça, adotou-se a prática, referendada por protocolos e treinamentos, de evacuar áreas onde pessoas pudessem vir a inalá-la.
Foram transferidos 14 pacientes para a Unidade Paes Leme do Hospital do Coração. Todos passam bem, sem prejuízos em razão da transferência.
No total, a Unidade Bela Suíça tem capacidade para 180 pacientes. A ala de adultos não foi atingida pela fumaça e funciona normalmente.
O prédio foi vistoriado e liberado, em sua totalidade, pelo Corpo de Bombeiros. Estão sendo feitos os reparos necessários para que o prédio volte a funcionar em sua totalidade nos próximos dias.
Ressaltamos que o prédio, inaugurado em 2015, foi construído dentro do que há de mais moderno em protocolos de arquitetura e engenharia hospitalar, notadamente com materiais antichamas. Isso, aliado ao treinamento de nosso pessoal, foi fundamental para que não se passasse de um incidente.
Aproveitamos a oportunidade para agradecer a vocês, jornalistas, pela forma precisa e pautada na ética com que informaram a população.
Agradecemos pela atenção.
Direção do Hospital do Coração de Londrina

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo