Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Integrantes do PCC são presos suspeitos de torturar e assassinar casal

(Foto: Colaboração/Rede Massa) - Integrantes do PCC são presos suspeitos de torturar e assassinar casal
(Foto: Colaboração/Rede Massa)

Três pessoas foram presas e um adolescente apreendido na manhã desta quinta-feira (27), em Pinhais, suspeitos de matar um casal na noite desta quarta-feira (26), no bairro Caximba, em Curitiba. Além do crime, todos são suspeitos de integrar o grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC), e um estaria diretamente envolvido com o planejamento da fuga de presos da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), registrada no dia 11 de setembro.

Misael Natã Ribeiro da Silva, de 24 anos, Anderson Diego Santana, de 32 anos e Naikon Martins Carvalho, de 32 anos, juntos com o adolescente, teriam mantido o casal em cárcere privado por 24 horas para conseguir informações sobre outro homicídio, que teria vitimado um integrante do PCC. “As vítimas teriam assassinado um dos integrantes do grupo criminoso sem autorização do próprio comando. Então, a ordem é de que as duas vítimas, por terem cometido esse delito, teriam que ser punidos”, explicou a delegada da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), Camila Cecconelo.

Como o casal não confessou a autoria do homicídio e as informações ficaram desencontradas, o grupo teria decidido assassina-los. “Esses integrantes sequestraram as duas vítimas e levaram para o cativeiro, onde foram torturados e amarrados. Como as informações foram desencontradas, já que a mulher confessou o crime e o homem disse que não, o grupo decidiu que ia assassinar o casal”, disse. Os dois foram mortos com tiros de submetralhadora, no momento em que o homem tentou fugir.

“Eles ainda transportaram e enterraram os corpos em local ainda não identificado. No celular apreendido com os suspeitos foram encontradas fotos desse casal, ainda com vida, mas amarrados e também já mortos, além de áudios que revelam como o crime aconteceu”, afirmou a delegada. Nos áudios, os integrantes do grupo explicam que o homem tentou fugir e, que por este motivo, foi morto. “Houve uma reação dos dois na hora de remover eles, nós ‘estourou’ os dois, ‘parça’. Primeiro o ‘gordão’ tentou sair fora, depois a ‘mina’ tentou sair fora”, diz um dos áudios.

Com o grupo foram apreendidas três pistolas, um revólver e uma submetralhadora, provavelmente usada no crime, além de dois veículos roubados. Todos possuíam passagens pela polícia, e um dos presos estaria diretamente ligado no planejamento da fuga de presos na PEP.

Os três estão presos na Denarc e o adolescente será encaminhado para a Delegacia do Adolescente. Todos estão à disposição da Justiça.

Colaboração/Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo