Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Jovem atingido por oito tiros esperava carona no momento do crime

(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal) - Jovem atingido por oito tiros esperava carona no momento do crime
(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

O rapaz baleado em um tiroteio na noite desta segunda-feira (16), no bairro São Judas Tadeu, em São José dos Pinhais, segue internado em estado grave no Hospital do Trabalhador. Marlon Willy de Sá estava na rua quando foi surpreendido por atiradores. Ele atingido por pelo menos oito tiros.

Familiares do jovem, de apenas 19 anos, relataram que a vítima – muito querida e conhecida por todos na região – esperava os amigos para jogar bola quando o tiroteio aconteceu. “Ele tinha acabado de chegar do serviço e tinha ido ao mercado, e estava esperando os meninos que eles sempre jogam bola para ir [ao jogo]”, explicou um familiar, que não quis se identificar.

Marlon estava na rua quando os atiradores chegaram em um Fiat Pálio, de cor cinza, e abriram fogo. Além do rapaz, outras duas pessoas foram atingidas: um homem, de 53 anos, que morreu horas depois, e uma adolescente de 12 anos. “Ninguém é parente de ninguém, acertaram quem estava na rua. Ele foi o primeiro a ser atingido, infelizmente estava na rua e isso aconteceu. Ele sempre vai jogar bola esse horário com o pessoal na empresa onde ele trabalha”, completou.

O rapaz foi atingido por oito tiros – todos no abdômen e da perna – e conseguiu chegar até o portão da casa de familiares, onde caiu e foi socorrido. “Ontem ele fez uma cirurgia de emergência, pois perdeu muito sangue, e hoje estavam esperando ele sair da sedação, para fazer outra [cirurgia]”, concluiu o familiar. Ele segue internado no Hospital do Trabalhador e seu caso é grave.

Vítimas

Geraldo Viana da Silva, de 53 anos, também foi atingido no abdômen durante o tiroteio. Ele foi encontrado pelo Siate caído na garagem de uma residência. O homem, que é líder comunitário na região, foi socorrido e encaminhado ao Hospital do Trabalhador, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois do crime.

Uma adolescente, identificada como Paula, de 12 anos, foi atingida na perna e encaminhada com ferimentos moderados, também ao Hospital do Trabalhador.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo