Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Londrina inaugura Espaço para Agroindústria Familiar

(Foto: Divulgação) - Londrina inaugura Espaço para Agroindústria Familiar
(Foto: Divulgação)

O prefeito Alexandre Kireeff inaugurou, nesta sexta-feira (25), o Espaço da Agroindústria Familiar, localizado no Mercado Municipal Shangri-lá, loja 33, na Rua Visconde de Mauá, 168. O projeto, de iniciativa da administração municipal, é coordenado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento e o espaço foi cedido pela Companhia de Habitação de Londrina (Cohab). O objetivo é fomentar e qualificar o desenvolvimento local, além de apoiar o agricultor familiar.

A iniciativa também visa estimular o beneficiamento da produção (agroindustrialização), a fim de agregar valor aos produtos, atendendo padrões de qualidade exigidos pelo consumidor; proporcionar mecanismos e ações que visem a interação direta entre produtores rurais e consumidores da área urbana e garantir programas e projetos que possam interagir entre Desenvolvimento Rural, Segurança Alimentar e Abastecimento Urbano.

Durante a solenidade, o prefeito Kireeff ressaltou que trata-se de mais uma ação de incentivo ao pequeno produtor, neste caso direcionada à agroindústria familiar. “O princípio da agroindustrialização é uma das principais vertentes que nós podemos apostar no sentido de construir um país mais próspero e com mais oportunidades”, disse. “Já havíamos aberto o Mercado do Campo, que atende a produção agrícola familiar, no fornecimento de alimentos para a Rede Municipal de Ensino, inauguramos mais um espaço para o Programa de Economia Solidária, na praça 7 de Setembro, e agora temos mais uma expansão”, lembrou.

Segundo o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Vitor dos Santos Junior, trata-se de um ponto de apoio para que o produtor possa comercializar seus produtos e conhecer o funcionamento de uma empresa. “A maioria dos produtores têm dificuldades em comercializar os produtos, então este ponto vem para apoiá-lo e, a parir daí, ele terá mais segurança para dar continuidade em sua atividade”, disse.

A diretora de Abastecimento da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, Maria Inez Passini, ressaltou que oferecer este espaço de comercialização valoriza a produção do agricultor. “Ganha o produtor, que terá um local adequado para escoar a sua produção e ganha o consumidor, que poderá adquirir produtos de qualidade”, disse. “Este projeto também será um incentivo para que novos agricultores regularizem a sua situação, para que possam atuar neste espaço”, completou.

Comercialização

Inicialmente o local será utilizado por cinco produtores que participaram da Chamada Pública 002/2016, destinada à comercialização conjunta dos produtos da agroindústria familiar. Entre os produtos que serão comercializados estão pães caseiros, produtos derivados de café, suco natural, polpas de frutas, geleia, bolos, biscoitos, quiabo, abobrinha e milho verde embalados. O Mercado Sangri-lá funciona das 7 às 19 horas.

Como a chamada pública já foi encerrada, outros produtores que têm interesse em comercializar seus produtos no local devem preencher um requerimento na Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. Os requisitos são: ser agricultor familiar, produtor da agroindústria, e estar com as documentações em dia como, por exemplo, a licença sanitária. O espaço tem capacidade para receber até 10 produtores da agroindústria familiar. Mais informações podem ser obtidas no telefone (43) 3372-4785.

Também participaram da solenidade de inauguração o presidente da Cohab, José Roberto Hoffmann, a vereadora Elza Correia, os produtores que participam do projeto, além de diversos representantes da sociedade civil organizada e secretariado municipal.

 Colaboração Assessoria de Imprensa.