Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

“Mãe não tem dúvida que o corpo é de Andrielly”, diz advogado

(Foto: Tatuagem de borboleta no braço esquerdo/ Reprodução/Facebook/Andrielly) - “Mãe não tem dúvida que o corpo é de Andrielly”, diz advogado
(Foto: Tatuagem de borboleta no braço esquerdo/ Reprodução/Facebook/Andrielly)

Cleusa Gonçalves, reconheceu no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, como sendo da filha Andrielly Gonçalves da Silva, o corpo que foi recolhido no início da noite de sexta-feira (8), na Serra da Graciosa, em Morretes, no Litoral do Paraná. De acordo com o advogado que representa a família, Donizete Baldino Garcia, “a mãe não tem dúvida que é sua filha”.

Conforme o advogado, o rosto está decomposto e por este motivo não há possibilidade de reconhecimento facial. “Foram muitos dias de exposição ao tempo, e não há como fazer esse reconhecimento. Mas, a dona Cleusa reconheceu a calça e uma blusa como sendo de Andrielly” diz. “ E, também reconheceu a tatuagem de borboleta no braço esquerdo da filha”, acrescenta.

Para Donizete, outros fatores corroboram para a confirmação. “Primeiro, o fato de uma jovem estar desaparecida e o corpo encontrado é de uma mulher jovem. Segundo, a localização do corpo, que foi na Estrada da Graciosa, caminho para Morretes, local em que os pais da Andielly moram, e isso poderia ter sido usado pelo Diogo (ex-marido da jovem, e principal suspeito) para que ela seguisse no carro com ele, ele poderia dizer que a levaria até a casa dos pais”, relata. “Mas, como existe outra jovem da mesma idade da Andrielly, a Larissa, desaparecida, poderia ser qualquer uma das duas, até a vestimenta, no entanto, a tatuagem neste caso, tirou a dúvida da mãe”, complementa.

Apesar disso tudo, o reconhecimento formal atestado para liberação do corpo para a família, precisa ser efetuado no IML. O material do corpo será confrontado com o DNA da mãe. “A gente sabe que existe um prazo para o resultado do exame, no caso de DNA. Mas, existe a possibilidade de confronto da arcada dentária e isso será feito”, destaca.

O advogado afirmou que na segunda-feira (11) pela manhã irá juntamente com a família até o consultório dentário do odontólogo que tratava Andrielly para pegar a radiografia da arcada dentária da jovem. “Com a radiografia será feito o confronto e então a confirmação oficial”, enfatiza. “A informação da perícia é que esse confronto é relativamente rápido de ser executado”, conclui.

Colaboração João Carlos Frigério/William Bittar