Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Mais um detento morre na Penitenciária Industrial

(Foto: Larissa Ortiz/RSN) - Mais um detento morre na Penitenciária Industrial
(Foto: Larissa Ortiz/RSN)

A Polícia Civil de Guarapuava investiga mortes por enforcamento dentro da cadeia pública da cidade e da Penitenciária Industrial (PIG). Desde março, quatro casos já foram registrados - o último foi no domingo (28).  

De acordo com o Departamento Penitenciário (Depen), as mortes têm as mesmas características. A Polícia Civil informou que foi instaurado um inquérito para cada morte, mas uma investigação geral está sendo feita para apurar possíveis ligações entre os crimes. 

Ainda de acordo com com o Depen, a PIG sofre de superlotação crônica e abriga presos de facções rivais no mesmo ambiente. A informação, no entanto, não foi confirmada pela Polícia Civil.  

O local abriga mais de 400 presos e tem apenas dois agentes penitenciários trabalhando. Além disso, o departamento também informou que a penitenciária não oferece atendimento psicológico aos detentos porque o local se trata de uma "casa de passagem", onde deveriam ficar apenas os presos que aguardam julgamento e que isso pode ser um agravante nos casos investigados. 

Colaboração Bruno Previdi com informações RSN

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo