Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

“Matador de aluguel” do caso “Viúva Negra” é preso em Castro

Foto: Polícia Civil - “Matador de aluguel” do caso “Viúva Negra” é preso em Castro
Foto: Polícia Civil

Um dos acusados de matar um homem em 1995 e que era considerado foragido, foi preso nesta quinta-feira (14), no bairro Jardim Alvorada, em Castro, por policiais civis comandados pelo delegado Fernando Maurício Jasinski.

O caso ocorrido há 23 anos, ganhou destaque nacional. Tudo aconteceu quando Lúcia de Fátima Dutra Weisz, com 39 anos, mandou assassinar o marido Gavril Weisz, na época com 41 anos, na cidade de Americana, em São Paulo.

O casal estava separado, porém poucos dias antes do assassinato, a professora simulou reatar a união com a vítima para preparar o crime, pois desejava ficar com a herança, e assim atraiu a vítima até a residência e avisou o “matador de aluguel” para assassinar a vítima com disparos de arma de fogo, ao preço acertado de R$ 3.000,00.

O autor dos disparos estava foragido e teria participado de outros crimes, como o assalto a uma lotérica de Jaguariaíva. Após monitoramentos realizados, ele foi encontrado e encaminhado à Delegacia de Castro.

Lúcia foi presa em outubro do ano passado, em Ponta Grossa, após fugir durante quase 22 anos. Ela constava na lista da Interpol e é considerada a mulher que ficou mais tempo foragida no país.