Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Ministério Público instaura procedimento para investigar queimadura em creche

(Foto: Google Street View) - MPPR instaura procedimento para investigar queimadura em creche
(Foto: Google Street View)

O caso da criança de um ano de idade que foi queimada durante o banho em uma creche de Campo do Tenente, na Região Metropolitana de Curitiba, já está sob investigação do Ministério Público do Paraná (MPPR). O procedimento investigatório foi instaurado nesta segunda-feira (12) pelo promotor Juliano da Silva.

A situação foi denunciada ao Conselho Tutelar da cidade no fim da semana passada e levada ao MPPR na segunda-feira. O menino teve queimaduras nas pernas, barriga e órgão genital durante o banho que era dado por uma estagiária menor de idade.

Além da investigação no MPPR, o caso também está sendo investigado pela Prefeitura de Campo do Tenente. O setor jurídico da administração municipal informou que instaurou um processo administrativo. Além disso, a professora responsável pela turma do menino e a estagiária foram afastadas da creche.

Atualização

A Prefeitura de Campo do Tenente informou que foi aberto um processo administrativo para apurar o caso. A portaria que instituiu a comissão que vai investigar o que aconteceu com a criança foi publicada nesta segunda-feira (12). O grupo tem o prazo de 30 dias para a conclusão dos trabalhos, sendo possível prorrogá-los por mais 30 dias. Uma professora, a diretora do Centro Municipal de Educação Infantil e a estagiária estão afastadas das funções, segundo a prefeitura. 

O Hospital Evangélico de Curitiba, onde o menino está internado, comunicou por meio de assessoria de imprensa que ele segue internado, com quadro estável. Não há previsão de alta.