Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Moradora de Curitiba registra quase 400 chamados na Central 156

(Foto: Luiz Costa/ SMCS) - Moradora de Curitiba registra quase 400 chamados na Central 156
(Foto: Luiz Costa/ SMCS)

Mesmo não tendo nascido em Curitiba, a gaúcha Eliete Ferraz Sabino de Almeida, de 62 anos, adotou a capital paranaense como sua cidade. A relação com é tão intensa que ela se comprometeu a tentar melhorar o local. Prova disso são as 397 solicitações que já fez pela Central 156 em 16 anos.

Com a marca, Eliete é a segunda maior colaboradora do serviço. “Ligo para tentar mudar tudo o que eu vejo que está errado”, comenta. As sugestões não se restringem apenas ao bairro onde ela mora, no Cajuru, mas por toda a cidade. “É assim que se constrói cidadania”, afirma.

Pavimentação, revitalização, iluminação, roçada, trânsito e assistência social estão entre as maiores solicitações da moradora, que também sempre faz questão de avisar quando encontra um morador em situação de rua.

Além disso, entre suas conquistas estão a instalação de um redutor de velocidade da Rua Luiz França, no Cajuru, que beneficia idosos e cadeirantes. “Pensei nisso quando vi um cadeirante com muita dificuldade para fazer a travessia”, lembra.

Central

A Prefeitura de Curitiba explica que ao ser protocolada pela Central 156, a solicitação é analisada pela administração municipal e, caso seja aprovada, é encaminhada para o cronograma de implementação.

O serviço funciona desde 1984, e recebe solicitações pelo telefone e pelo site www.central156.org.br.

Colaboração Prefeitura de Curitiba

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo