Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Motociclista que causou grave acidente coloca tornozeleira eletrônica

(Foto: Reprodução) - Motociclista que causou grave acidente coloca tornozeleira eletrônica
(Foto: Reprodução)

O motociclista Leonardo de Fonseca Magalhães, de 22 anos, que causou um grave acidente no último sábado (7), na Avenida do Batel, em Curitiba, foi encaminhado à sede do Departamento Penitenciário (Depen), onde colou uma tornozeleira eletrônica, conforme decisão judicial. Ele recebeu alta do Hospital Marcelino Champagnat no fim da manhã desta sexta-feira (13) e, em seguida, se apresentou na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

O rapaz estava hospitalizado desde o dia do acidente e, de acordo com advogada, Louise Mattar Assad, passou por uma cirurgia no rosto, está sem os dentes superiores e com placas e pinos no rosto. Ao deixar a delegacia, Leonardo disse somente uma frase: "Eu errei e vou arcar com os meus erros na Justiça".

De acordo com o delegado Anderson Franco, o rapaz seguiu a orientação da advogada e permaneceu em silêncio. Até o momento, o inquérito policial conta com as provas coletas e os relatos de testemunhas. “As testemunhas também falam que ele empinava o veículo e vídeos comprovam", disse Franco.

Além disso, o delegado afirmou que dono do veículo utilizado por Leonardo será ouvido, já que o rapaz estava com a habilitação suspensa.

O caso

Leonardo pilotava uma motocicleta pela avenida em alta velocidade quando acertou duas vítimas, uma mulher de 38 anos e uma criança de oito anos, que atravessavam a rua. Uma idosa, de 88 anos, que estava em um ponto de ônibus, foi atingida pela motocicleta logo após o atropelamento.