Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Movimento estudantil protocola reivindicações para acabar com greve na UEL

(foto: Facebook/Reprodução) - Movimento protocola reivindicações para acabar com greve na UEL
(foto: Facebook/Reprodução)

O movimento estudantil grevista da Universidade Estadual de Londrina (UEL) protocolou na manhã desta quinta-feira (10) as propostas a serem discutidas com a reitoria da instituição.

Entre os nove itens propostos estão o repúdio à PEC 55 que tramita no Senado e congela os gastos públicos em educação, garantia de continuidade da política de cotas na universidade, debate sobre ampliação da moradia estudantil, agendamento de reunião para garantir a manutenção do passe livre e garantia de que não haverá retaliação aos participantes do movimento de paralisação.

"Com a resposta a todos os pontos apresentados, será chamada uma assembleia para deliberar sobre as propostas apresentadas pela reitoria e para deliberar os rumos do movimento", afirmou o grupo em uma postagem no Facebook.

Ficou marcado para as 18h, em frente a sala de conselhos, uma reunião de caráter informativo sobre o andamento da greve estudantil e das negociações.

A reitoria da UEL divulgou um informativo entregue na noite de quarta (9) ao comando de greve, em que solicita uma data para desocupação da reitoria. "O ato está trazendo consequências gravíssimas à instituição e aos membros da comunidade universitária, uma vez que foi impedido o acesso dos servidores e gestores às dependências ocupadas".