Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

MP denuncia Reni e mais dois por superfaturamento em contrato da Saúde

Divulgação/Cohapar - MP denuncia Reni e mais dois por superfaturamento em contrato da Saúde
Divulgação/Cohapar

O Ministério Público do Paraná (MP-PR), por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Foz do Iguaçu, denunciou o ex-prefeito, Reni Pereira, o ex-diretor da Fundação Municipal de Saúde, Jorge Iamakoshi, e o dono da empreiteira Sul Ltda por crime de licitação. 

De acordo com as investigação, um contrato avaliado em R$ 3 milhões foi firmado sem concorrência.  A empresa foi contratada em junho de 2013 por 180 dias com o objetivo de prestar serviços de manutenção preventiva e corretiva predial, recepção, portaria, motorista, telefonista, engenharia clínica, auxiliar administrativo e assistente social.

Conforme descreve o MP, o contrato despendeu R$ 3,1 milhões do erário municipal, o equivalente a R$ 529 mil por mês. Ainda segundo a Promotoria de Justiça, uma auditoria realizada pela 9ª Regional da Saúde apurou a existência de sobrepreço nos serviços prestados, resultando em um superfaturamento de mais de R$ 1,5 milhão.

O MP sustenta, ainda, que para a contratação realizada via Fundação Municipal de Saúde “era indispensável a instauração de procedimento licitatório", conforme exige a legislação.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo