Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Mulher que matou o marido agora quer reaver a guarda da filha, avós estão desesperados

Maria Aparecida, 31 anos, matou o marido Leandro Alves, 30 anos, e enterrou o corpo no quintal da casa onde moravam, em Sarandi em outubro do ano passado.

O casal tinha uma filha de 5 anos. Após o crime, a criança ficou com os avós que ganharam a guarda judicial da menina. A preocupação agora é porque Maria, cinco meses após a prisão, foi solta e já procurou os avós e fez ameaças. Ela quer reaver a guarda da filha. Preocupados com o que a mãe da criança é capaz de fazer o seu Benedito, avô paterno, e a Dona Neusa, avó paterna, procuraram a delegacia e também o Conselho Tutelar para comunicar o fato as autoridades.

O conselheiro tutelar, Carlos Bonfim, afirmou que não é dessa forma que a mãe vai conseguir visitar a filha. “Os avós têm a guarda judicial. Nós vamos informar o juiz de Sarandi do que está acontecendo”.

Colaboração Índio Maringá / Marcos Vinicius/ Rede Massa