Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

No primeiro trimestre, 211 mil identidades foram emitidas no Paraná

(Foto: Colaboração Polícia Civil) - No primeiro trimestre, 211 mil identidades foram emitidas no Paraná
(Foto: Colaboração Polícia Civil)

A emissão de carteiras de identidade no Paraná chegou a 211 mil documentos apenas nos primeiros três meses de 2019. Comparado com o mesmo período dos dois anos anteriores, é possível ver a evolução. Em 2018 foram feitas no primeiro trimestre 182 mil documentos e em 2017, 164 mil.

Em todo 2018 foram emitidas 755 mil identidades no Paraná e em 2017 foram 670 mil. Para este ano a expectativa é de 800 mil documentos.

A polícia atribui a evolução da quantidade de documentos a ações praticadas para garantir maior agilidade nos atendimentos.

Entre as realizações responsáveis pela melhora, está a abertura de postos de atendimento em todas as Ruas da Cidadania da capital, com exceção da matriz, localizada na praça Rui Barbosa.

 No interior do Estado, algumas agências do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR), como a de Londrina, já possuem o serviço de confecção de carteiras de identidade.

Em Foz do Iguaçu, o IIPR implantou a primeira unidade de atendimento junto ao Centro de Referência e Ação Social (Cras). A expectativa é que, em breve, todos os postos do Cras de Foz do Iguaçu e Cascavel também ofereçam essa facilidade à população.

Outro lado

Muitas pessoas fazem o documento, mas não voltam para retirá-lo. Até o momento, mais de quatro mil documentos prontos estão parados no IIPR porque os donos não foram retirar. Somando com os anos de 2017 e 2018, são mais de 6 mil carteiras de identidade que não foram retiradas. Esses documentos ficam disponíveis por cinco anos até serem destruídos.

 Algo parecido acontece com as solicitações da 2ª via rápida, que pode ser pedida pela internet e o usuário só precisa ir até o posto de atendimento buscar o documento. Das 440 senhas diárias disponíveis, pelo menos 70 pessoas deixam de ir pegar o documento, ou seja, são outras 70 pessoas que deixaram de ser atendidas.

Documentos

 Para tirar a 1ª via do documento não é cobrada nenhuma taxa. Para fazer o pedido da 2ª via pessoalmente, o valor da taxa é de R$ 35,55 e no caso da 2ª via rápida, feita pela internet, o valor é de R$ 30,47.

Outra orientação importante da PCPR para não perder tempo nem dinheiro, é acessar o site do Instituto no endereço www.ii.pr.gov.br e verificar qual a documentação necessária para pedir e retirar a carteira de identidade. Diariamente muitas pessoas comparecem nos postos de atendimento com documentos extraviados ou sem a documentação necessária para a confecção do RG.

Em caso de perda ou roubo de qualquer documento, é essencial que o fato seja comunicado à PCPR por meio de um Boletim de Ocorrência (B.O). Este registro pode ser feito de forma online ou em uma delegacia de polícia. A apresentação do B.O é necessária para o pedido da 2ª via durante o atendimento.

Colaboração Polícia Civil

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo