Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Operação da GM aborda passageiros e até cachorro em linha de ônibus

(Foto: Divulgação) - Operação da GM aborda passageiros e até cachorro em linha de ônibus
(Foto: Divulgação)

Mais de 10 pessoas foram abordadas pela Guarda Municipal de Curitiba por não pagar a passagem na linha de ônibus Alferes Poli – conhecida pelo alto fluxo de ‘fura-catracas’. A ação da Patrulha do Transporte Coletivo foi realizada na manhã desta quarta-feira (15).

Entre as mais de 20 pessoas que estavam no veículo, apenas 10 passageiros haviam pago a passagem. Os demais foram obrigados a descer do coletivo e, com eles, um cachorro também desembarcou.

A abordagem aconteceu no cruzamento das ruas Desembargador Westphalen e Baltazar Carrasco dos Reis. Os fura-catracas também foram revistados pelos guardas e liberados em seguida.

Os guardas municipais encontraram no ônibus diversos produtos que foram furtados, principalmente câmeras de circuitos de segurança, que foram apreendidos. Ninguém se identificou como dono dos equipamentos e, por isso, não foram realizadas prisões.

(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

Invasão

No ano passado, a Guarda Municipal registrou 2.656 ocorrências no transporte coletivo, desde assédio, furtos, invasões (fura-catraca), e principalmente roubos, que somam 54% do total das estatísticas.

A linha Alferes Poli é a campeã em ocorrências de invasões (fura-catraca) em Curitiba. Tanto no Centro, com saídas da Praça Rui Barbosa, quanto no ponto final, no bairro Parolin, muitas pessoas entram sem pagar passagem.

“Eles andam sempre em grupos, de três, quatro pessoas. Acuam o motorista e entram sem pagar a passagem. Vamos fazer rondas constantes nesta linha e em outros itinerários da cidade”, explicou o diretor da Guarda Municipal, inspetor Odgar Nunes Cardoso.