Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Operação do Gaeco em clínicas psiquiátricas apreende diversas armas

(Foto: Sandoval Peron/Rede Massa) - Operação do Gaeco em clínicas psiquiátricas apreende diversas armas
(Foto: Sandoval Peron/Rede Massa)

A operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) movimentou desde cedo duas clínicas de tratamento psiquiátrico, na Zona Oeste de Londrina, nesta terça-feira (12).

Policiais Gaeco, além de policiais e o promotor de Saúde Pública permaneceram a manhã toda na sede de uma das clínicas e também em outros dois imóveis que ficam na mesma rua. No local funcionam o refeitório e as salas de prontuários. A clínica atende pacientes com transtornos psiquiátricos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o Ministério Público, as denúncias apontavam que havia falsificação de prontuários médicos para que os pacientes permanecessem por mais tempo internados na clínica. Com isso ocorria o recebimento de diárias indevidas, pagas pelo SUS.

O Corpo de Bombeiros e a Vigilância Sanitária estiveram no local por solicitação do Ministério Público (MPPR) para vistoria nos edifícios. Uma medida cautelar determinou o afastamento do casal responsável pela clínica, que já foi alvo de investigação do MP em 2010, por denúncias de maus-tratos a pacientes.

Armas apreendidas

Durante a operação foram apreendidas 24 armas em um escritório do proprietário, que ficam no terreno onde funciona a clínica. Foram encontradas espingardas, submetralhadora, pistolas, revólveres, canetas revólver e cerca de duas mil munições.

O delegado, Thiago Vicentini, ouviu os envolvidos durante a parte da tarde para avaliar se cabia prisão.

Informações Larissa Fernandes/Marcelo Villa/Sandoval Peron/Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo