Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Operação termina com 10 policiais militares presos

- Operação termina com 10 policiais militares presos

Operação: PM informa que 11 policiais militares foram presos

Aumentou o número de policiais militares presos durante as operações Visconde do Rio Branco e Spectrus, coordenadas pelo 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM), pertencente ao 6º Comando Regional da PM (6º CRPM), nesta terça-feira (12), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a PM, dez policiais militares foram detidos por envolvimento com o tráfico de drogas, extorsão e venda de armas. Além disso, outras 18 pessoas também foram presas. Houve ainda a lavratura de três Termos Circunstanciados (TCs).

As operações miraram uma quadrilha de tráfico de drogas no bairro Guarani, em Colombo, e a participação de policiais militares no esquema. Além das prisões, as equipes policiais apreenderam 12 armas de fogo (sendo duas longas), mais de R$ 56 mil em dinheiro, 3,5 quilos de maconha, 103 celulares, 25 invólucros de cocaína, nove armas de fogo, 13 veículos, 23 computadores, 215 munições, 4.300 maços de cigarros e 15 frascos de anabolizantes.

Os policiais militares presos participavam do tráfico de drogas, além de praticarem extorsão, cobrando dos traficantes para que eles pudessem continuar vendendo as drogas, e também venderem armas para a quadrilha.

 Segundo a Corregedoria-Geral da Polícia Militar (COGER-PMPR), quase todos os militares estaduais presos já estavam afastados de suas funções por responderem a procedimentos administrativos.

Policiais militares

Os policiais militares presos na operação responderão a um procedimento interno da Polícia Militar e podem ser expulsos da corporação. Além disso, a Divisão de Combate ao Crime Organizado (DCCO) também investigará a conduta dos policiais na esfera criminal, principalmente pelo crime de extorsão.

Com informações da PMPR