Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Palavra de escoteiro: jovem promete parar de cometer crimes após quase morrer

Um jovem usuário de drogas e com passagens pela polícia por furto e agressão a mulher se arrependeu da ‘vida criminosa’ após quase ser morto por um vigilante, quando tentava furtar alumínio em um prédio no Jardim Tabaete, em Maringá. O suspeito foi preso e prometeu não praticar mais crimes ou utilizar drogas.

O vigilante percebeu quando André Santos, de 26 anos, tentava praticar o furto. O homem, que estava armado legalmente com um revólver, atirou para cima para assustar o rapaz e mandou que ele deitasse no chão ou iria matá-lo. “Eu furtava alumínio para vender e usar drogas, usar maconha”, assumiu.

Após dominar o suspeito, o vigilante chamou a Polícia Militar, que efetuou a prisão do jovem, que já possuía passagens por furto e Maria da Penha. Na delegacia, Santos assumiu ao repórter Índio Maringá, da Rede Massa, que estava arrependido e que iria deixar a vida criminosa. “Eu vou parar de roubar, de furtar e de usar drogas”, prometeu.

Colaboração Índio Maringá/Marcos Vinícius/Rede Massa e Louise Fiala