Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Participante de arrastão em ônibus vem de família de assaltantes de ônibus; veja depoimento

Participante de arrastão em ônibus vem de família de assaltantes de ônibus; veja depoimento Participante de arrastão em ônibus vem de família de assaltantes de ônibus; veja depoimento

O jovem de 19 anos preso por participar do arrastão em um ônibus do sistema de transporte coletivo de Curitiba, na noite de quinta-feira (8), foi o responsável pela ação. Ele ainda confessou que atirou contra a cabeça de um passageiro.

Além de Andrey Lobo, um adolescente de 16 anos foi detido por participar do roubo. Outro suspeito continua foragido, mas já foi identificado pela polícia. As imagens de câmeras de segurança do Terminal do Pinheirinho ajudaram na identificação dos suspeitos.

Lobo foi encontrado em casa, na Vila Terra Santa, no Tatuquara. No local os policiais encontraram ainda a bermuda utilizada na ação, que estava escondida no forro da residência. “Ele confessou que praticou o crime, que teria cooptado o menor e um terceiro na data do crime, onde esse terceiro entregado a arma e eles resolveram cometer esse crime para levantar algum dinheiro", comentou o delegado-adjunto da Delegacia de Furtos e Roubos, Emmanoel David.

O jovem preso foi quem rendeu o motorista e cobrador do ônibus da linha Rurbana. Ele ficou armado durante toda a ação e foi quem deu o tiro contra o passageiro que reagiu à abordagem. O adolescente e o terceiro suspeito recolheram os pertences dos passageiros em uma ação bastante violenta.

O passageiro que foi baleado na cabeça continua internado em estado grave na UTI do Hospital do Trabalhador.

Família de assaltantes

No primeiro momento, a polícia desconfiou que o irmão de Andrey seria o responsável pelo arrastão, por conta da semelhança física entre os dois. O rapaz, porém, ele está preso e a polícia chegou até o jovem encontrado ontem que foi reconhecido pelas vítimas.

Em depoimento, Lobo comentou que sua família está envolvida em outros casos de assaltos a ônibus no bairro Tatuquara. Os casos foram localizados nos registros da Polícia Civil.

Colaboração Polícia Civil