Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Pelo segundo dia, alunos mantêm ocupação no Colégio Brasílio Itiberê em Maringá

Pelo segundo dia, alunos mantêm ocupação no Colégio Brasílio Itiberê em Maringá Pelo segundo dia, alunos mantêm ocupação no Colégio Brasílio Itiberê em Maringá

O Colégio Estadual Brasílio Itiberê, na Zona 2 de Maringá, continua ocupado nesta quinta-feira (6) pelos estudantes contrários à reforma no Ensino Médio proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB). O protesto começou na quarta-feira (5) e segue por tempo indeterminado. 

Segundo o presidente da União Maringaense dos Estudantes Secundaristas (Umes), Luís Machado, os alunos pedem que as propostas de mudanças no Ensino Médio sejam debatidas com a classe estudantil, professores e os demais envolvidos.

Para os manifestantes, a aprovação da reforma por meio de uma medida provisória, sem debate com a sociedade civil, é antidemocrática e desrespeita instituições formadas para discutir o assunto, como o Conselho Nacional de Educação. 

Outro ponto da pauta dos adolescentes é a contrariedade à Proposta de Emenda à Constituição 241, que congela os gastos públicos, inclusive com saúde e educação, por 20 anos. Os protestos estudantis estão ocorrendo em várias cidades do Paraná, como Apucarana, Jussara, Mandaguaçu e Londrina.

Confusão

Durante a ocupação do Colégio Estadual Brasílio Itiberê, uma pedagoga contrária ao movimento estudantil foi ao local. Bastante alterada, ela gritou com estudantes e partiu para a agressão ao ser filmada, acusada de bater em duas adolescentes.

ColaboraçãoKelly Moraes da Rede Massa