Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia apreende máquinas em revistaria suspeita de aplicar golpes

(Foto: Reprodução / Rede Massa) - Polícia apreende máquinas em revistaria suspeita de aplicar golpes
(Foto: Reprodução / Rede Massa)

Uma equipe do 11º Distrito Policial de Curitiba cumpriu mandados de busca e apreensão em uma revistaria localizada na Rua da Cidadania do bairro Fazendinha. A responsável pelo estabelecimento é suspeita de aplicar golpes em clientes que procuravam a revistaria para quitar boletos de luz, água e telefone.

Conforme informações repassadas pela assessoria de imprensa da Polícia Civil nesta quinta-feira (23), os policiais localizaram uma máquina de falsificação de autenticação, duas máquinas de cartão e cerca de 100 recibos de pagamento. O material apreendido, em uma ação nesta quarta-feira (22), foi encaminhado para perícia.

Cerca de 20 pessoas procuraram a Delegacia de Estelionato de Curitiba para denunciar o golpe. As investigações começaram há cerca de dois meses, de acordo com a Polícia Civil. Dois inquéritos estão sendo conduzidos paralelamente na delegacia contra a dona da revistaria, que não pode sair de Curitiba pelos próximos 30 dias, conforme decisão judicial, e vai responder pelo crime de estelionato. O estabelecimento está fechado.

A Urbs, que administra as permissões nas Ruas da Cidadania, emitiu uma nota por meio de assessoria de imprensa informou que, em junho deste ano, cassou a permissão de uso comercial da Revistaria Gabriel. Isto aconteceu após as reclamações constantes dos clientes sobre problemas nos pagamentos das contas.

“Como a permissionária não cumpriu o ato administrativo, a Urbs pediu na Justiça a reintegração de posse e aguarda decisão liminar. O processo corre na 5ª Vara de Fazenda Pública. Já o credenciamento para cobrança de tarifas de energia elétrica e saneamento é feito diretamente entre comerciante e as concessionárias desses serviços”, traz a nota.

Na semana passada, o golpe contra os clientes já movimentava a Polícia Civil e o Procon. Confira:

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo