Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Polícia Civil descarta homicídio em caso de irmãos afogados em rio

A Polícia Civil descartou a hipótese de homicídio no caso dos dois irmãos que morreram afogados na tarde deste sábado (19) no rio Boicy, em Foz do Iguaçu. Uma menina de 9 e um adolescente de 13 anos pularam para nadar no final da avenida João Paulo II e não sobreviveram. 

A suspeita tinha sido levantada pela família durante a manhã. Inconsoláveis, os pais chegaram a apontar a adolescente de 17 anos, que acompanhava os menores no dia da tragédia, como responsável. No entanto, o pai do garoto conversou com a reportagem do Massanews e negou qualquer envolvimento. "No começo, chegamos a pensar nessa participação. Pensamos que ela teria pedido para as crianças pularem no rio para pegar a bola, mas a Polícia nos disse que a bola foi encontrada fora da água", disse.

O delegado-chefe da 6ª Subdivisão Policial (SDP), Alexandre Macorin de Lima, também afirmou que a cena da tragédia não remete a crime contra a vida. "O laudo do Instituto Médico Legal (IML) aponta a morte como afogamento. Os chinelos das crianças estavam às margens do rio e a bola deixada ao lado. Tudo indica que elas tiraram os calçados para pular e nadar. Além disso, não havia sinais de violência nos corpos".

Mesmo assim, a Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o acidente. "Estamos tentando ouvir a adolescente que estava junto com os irmãos, mas ainda não a encontramos. Existem mais três pessoas que ajudaram no socorro, que serão ouvidas", detalhou. A garota que presenciou tudo é namorada de um dos irmãos das crianças.

A partir de agora, empresas localizadas próximo ao rio vão ser acionadas para eventuais registros de imagens por câmeras de segurança. Os dois eram irmãos por parte da mãe. A mulher está bastante abalada, conforme informações de familiares presentes no velório. O sepultamento foi realizado na tarde de hoje, no Cemitério do Jardim São Paulo.

Colaboração: Márcio Falcão/Rede Massa.